O que são e para que servem as opções?

Aprenda o que são as opções de compra e de venda e entenda como você pode usá-las para proteger e potencializar sua carteira de ações.

Escrito por

Compartilhe:

O mercado financeiro possui centenas, quiçá milhares, de produtos financeiros que podem ser usados para as mais diversas finalidades: ações, termos, contratos futuros, swaps, juros, moedas e opções são alguns desses produtos. Um dos produtos financeiros mais usados por grandes investidores, seja para proteger suas carteiras, seja para potencializar os resultados, são as opções. Neste artigo, mostraremos o que são e para que servem as opções.

Mas o que são opções?

Investidores analisando gráficos para investir em opções

São contratos que conferem ao comprador o direito (e não a obrigação) de comprar ou vender um ativo (como uma ação) por um preço determinado em uma data futura. Esses contratos são divididos em opções de compra e opções de venda. Você também ouvirá dizer que opções são derivativos.

Atenção!

    • Quem compra uma opção de compra (chamada de calltem o direito de comprar a ação correspondente.
    • Quem compra uma opção de venda (chamada de puttem o direito de vender a ação correspondente.

Lembre-se dessas afirmações, pois vamos usá-las adiante.

Mas de quem eu posso comprar opções?

Lembre-se que para ocorrer um negócio, sempre será necessário existir um comprador e um vendedor.

Na bolsa de valores não seria diferente. Assim, existem vários compradores e vários vendedores interagindo (de forma eletrônica) o tempo inteiro. A todo momento, existem investidores manifestando a intenção de comprar enquanto outros manifestam a intenção de vender.

Esses investidores enviam suas intenções (chamadas de ordens) para a bolsa de valores. Porém, atente que do mesmo modo que nem toda ação tem investidores interessados em comprar ou vender, o mesmo ocorre com as opções. Pode acontecer, por exemplo, de nunca sair negócios em determinadas opções pela falta de atratividade. Você lembra o que são opções? Bem, opções são um direito. O comprador da opção tem direito, mas e o vendedor?

  • Quem vende uma opção de compra tem a obrigação de vender a ação correspondente.
  • Quem vende uma opção de venda tem a obrigação de comprar a ação correspondente.

Lembre-se dessas afirmações, pois vamos voltar a elas mais adiante.

📰 Saiba mais:

Qual a diferença entre ações e opções

B3 introduz opções semanais: mais flexibilidade para investidores

Como são definidos os preços opções?

Como em qualquer negociação, os investidores que querem comprar enviarão ordens com valores menores, já os vendedores vão querer preços mais altos. Imagine que você tem um carro e pretende vender por R$ 60.000,00. Você vai anunciar esse carro por R$ 60.000,00? Provavelmente, não! Você vai anunciar, possivelmente, por R$ 65.000,00 ou mesmo R$ 70.000,00. Isso porque você sabe que quando um comprador aparecer, ele vai oferecer um valor menor e você terá que reduzir o seu preço até vocês chegarem a um acordo.

Com os instrumentos financeiros (ações, opções, índices, moedas etc.) é a mesma coisa. Os investidores querem sempre comprar mais barato e vender mais caro. Eles vão ajustando seus preços até que os negócios efetivamente ocorram.

E-book gratuito de opções

Entretanto, é necessário chamar atenção para um ponto importante sobre opções. Elas possuem “dois preços”. Lembre-se, como vimos anteriormente: quem compra opção tem um direito de comprar as ações, se tiver comprado calls ou de vender as ações se tiver comprado puts.

Imagine que você comprou uma opção de compra. A qual preço você terá direito de comprar as ações? Quanto você vai pagar por esse direito? Percebe que existem dois preços distintos? O primeiro preço, é o chamado preço de exercício ou strike.

A B3 define e disponibiliza uma lista de strikes para que os investidores possam escolher qual faz mais sentido em cada cenário e a estratégia é escolhida pelo próprio investidor. O segundo preço, chamado de prêmio, é o que o investidor paga para ter direito. Esse preço é definido pelo mercado, de acordo com a lei da oferta e da procura.

Quando eu exerço meu direito?

Lembra do preço de exercício (strike). Pois bem, imagine que você adquiriu o direito de comprar as ações de PETR4 pelo preço (strike) de R$ 30,00 e as ações estão valendo R$ 20,00. Você vai comprar por R$ 30,00 algo que está valendo R$ 20,00? Provavelmente, não!

Por outro lado, se as ações de PETR4 estiverem valendo R$ 50,00, você vai comprar por R$ 30,00 algo que está valendo R$ 50,00? Imagino que sim!

📰 Saiba mais:

O ciclo de vida das opções: da compra ao exercício

Opções com Barreira: Estratégias Knock-In e Knock-Out

Entendendo o exercício de opções

O que é Call (Opções de compra)?

Então, essa é a essência das opções de compra. Se os preços estiverem acima do strike, você exerce seu direito e compra as ações. Se estiverem abaixo, você renuncia seu direito e perde o valor pago (prêmio) pelas opções. Com as opções de venda é semelhante, mas você precisa pensar nas condições em que faz sentido vender as ações.

Por exemplo, imagine que você comprou o direito de vender ações de BBAS3 por (strike) R$ 50,00. Nesse momento, as ações estão valendo R$ 70,00. Você venderia por R$ 50,00 algo que está valendo R$ 70,00? Imagino que não. Por outro lado, se as ações de BBAS3 estiverem valendo R$ 35,00, você venderia por R$ 50,00? Provavelmente, sim!

Então, essa é a essência das opções de venda. Se os preços estiverem abaixo do strike, você exerce seu direito e vende as ações. Se estiverem acima, você renuncia seu direito e perde o valor pago (prêmio) pelas opções.

Atenção!

Aqui, temos mais duas diferenças das opções para as ações.

  1. As opções possuem uma data de vencimento e as ações não. Assim, passada essa data, você não terá mais direito e as opções que você comprou deixam de existir.
  2. As opções são classificadas como americanas e europeias. As opções europeias podem ser exercidas exatamente na data de vencimento, enquanto as americanas podem ser exercidas a qualquer momento até a data de vencimento.

Quais são os vencimentos de opções de 2024?

Abaixo, temos uma tabela com todos os vencimentos de opções para o ano de 2024.

Vencimentos de opções 2024

No momento, as opções da B3 possuem vencimento apenas mensal, quando lançarem as opções semanais, atualizaremos a tabela de vencimentos acima.

Opções binárias são o mesmo que opções de ações?

Essa é uma excelente pergunta e a resposta mais direta é: não!

As opções de ações são contratos com regras definidas pela B3 e que as corretoras possuem autorização para permitir sua negociação no Brasil. As opções binárias, por outro lado, não possuem regulamentação e os investidores precisam operar por meio de corretoras estrangeiras que, muitas vezes, podem ser apenas de fachada.

Além disso, as opções binárias não possuem preços transparentes, ou seja, não existe um livro de ofertas em que os investidores possam verificar se de fato tem outros investidores com interesse em negociar aquela opção específica.

Finalmente, o prazo de vencimento das opções binárias costuma ser curtíssimo, variando entre 30 segundos e 30 minutos. O que faz com que elas sejam usadas especificamente para especulação, enquanto opções de ações podem ser usadas para, por exemplo, proteção (hedge) de ações ou carteiras inteiras.

Resumo

As opções são instrumentos financeiros que dão ao comprador um direito e ao vendedor uma obrigação. Elas são classificadas como opções de compra ou de venda. A tabela a seguir resume os direitos e deveres de compradores e vendedores de opções.

Tabela resumo sobre opções

📰 Leia mais:

Conheça Raony Rossetti, CEO e fundador da MELVER

Entenda os códigos – tickers – das opções

O que é o IV Rank?

Ainda existe muito a dizer sobre as opções, como a composição dos códigos de negociação e as várias estratégias que você pode usar. Mas isso é assunto para outros artigos. Se você quiser estudar mais sobre o mercado de opções, acesse o canal no YouTube do Raony Rossetti, CEO e Fundador da MELVER.

Veja mais

Neste artigo, mostramos um passo a passo para você acessar o site do Bacen e consultar as taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras em seus mais diversos segmentos, do rotativo do cartão de crédito até o financiamento imobiliário.
Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.