Entenda os códigos – tickers – das opções

Os códigos das opções são simples, mas podem confundir. Neste artigo, você aprenderá como eles são formados e os cuidados que você deve ter ao operar opções.

Escrito por

Compartilhe:

Entenda os códigos (tickers) das opções

O código das opções, também conhecido como ticker, é como um documento de identidade delas. Por meio do código das opções, sabemos muitas, mas não todas, informações sobre elas. Neste artigo, vamos te explicar isso no detalhe.

Revisão sobre opções

Para começar, vamos relembrar o que são opções. Elas são contratos que conferem ao comprador o direito (e não a obrigação) de comprar ou vender um ativo (como uma ação) por um preço determinado em uma data futura. Você também ouvirá dizer que opções são derivativos. Esses contratos são divididos em opções de compra e opções de venda.

  • Quem compra uma opção de compra (chamada de calltem o direito de comprar a ação correspondente.
  • Quem compra uma opção de venda (chamada de puttem o direito de vender a ação correspondente.

Além disso, é importante lembrar também que:

  • Quem vende uma opção de compra tem a obrigação de vender a ação correspondente.
  • Quem vende uma opção de venda tem a obrigação de comprar a ação correspondente. 

Tabela resumo sobre opções

“Prêmio” é o nome técnico que damos para o valor da opção. Por exemplo, se uma opção está sendo negociada a R$ 0,55, dizemos que R$ 0,55 é o prêmio dela. 

Por acaso você já ouviu falar que uma dada empresa possui uma data de vencimento? Imagino que não. Mas as opções possuem sim uma data de vencimento, e essa é a principal diferença entre as ações e as opções. 

A partir da data de vencimento, a opção deixa de existir. Aqui no Brasil, a data de vencimento das opções de ações ocorre sempre na terceira sexta-feira de cada mês. Caso seja feriado, o vencimento é antecipado para o primeiro dia útil antes da sexta-feira. Você pode consultar o vencimento das opções no site da B3. Por meio do código da opção, você será capaz de chegar a essa informação. 

📰 Saiba mais:

Qual a diferença entre ações e opções

Comprei uma opção. Até quando posso vender?

B3 introduz opções semanais: mais flexibilidade para investidores

Formação dos códigos das opções

Agora que já relembramos tudo o que é necessário, vamos entender como são formados os códigos das opções.  

Os códigos das opções são compostos por cinco letras mais um número que pode ter de um a três dígitos. As quatro primeiras letras são referentes ao ativo, que pode ser uma ação, unit ou ETF, por exemplo. Observe a tabela a seguir que tudo ficará mais simples: 

primeira parte do código das opções

Observe as linhas destacadas, falaremos mais delas na próxima seção. 

O quinto caractere corresponde ao mês de vencimento e ao tipo de opção, se é call ou put. A tabela abaixo apresenta o significado de cada letra. Recomendamos que você imprima essa tabela e deixe próximo do seu computador. Como são muitas letrinhas, ter essa tabela literalmente colada na mesa ajuda no operacional, afinal, você não vai querer se confundir no código das opções ao montar as suas estratégias, não é?  

Assim, fica fácil perceber que a opção MGLUA33 é uma opção de compra de MGLU3 com vencimento para janeiro, A, enquanto VALEW825 é uma opção de venda de VALE3 para novembro, W. Mas e esses números?

Para falar dos números, precisamos de um último lembrete do conteúdo no nosso artigo anterior sobre opções. Recorde que para cada ação e cada mês, teremos várias opções de compra e opções de venda com strikes (preço de exercício) distintos. Para distinguir o código das opções para cada strike, usa-se um número diferente para cada strike. Assim, para uma opção de BBAS3 com vencimento para janeiro e strike 35,00 terá um número diferente de outra opção de BBAS3 com vencimento, também para janeiro, mas com strike 36,00.

Cuidados com os códigos ao operar opções

Agora que você já sabe como os códigos das opções são formados, vamos listar alguns cuidados que você deve ter. 

Letras dos meses de vencimento das opções

  1. Relembre a tabela que indica as quatro primeiras letras do código do ativo. Percebeu que PETR3 e PETR4 possuem o mesmo código PETR? Do mesmo modo, BBDC3 e BBDC4 possuem o mesmo código BBDC. Ou seja, ao ver o ticker de uma opção, não é possível distinguir se a opção é correspondente às ações preferenciais, ordinárias ou mesmo UNITs. Portanto, você deve procurar na sua plataforma de negociação ou no site da B3 para ter certeza de que a opção é referente à ação que você pretende negociar.
  2. Quanto à quinta letra do código da opção, ela apenas informa o mês de vencimento, mas não temos nada a respeito do ano. Assim, BBASA34 é uma opção de BBAS3 que vence em janeiro. Mas poderia ser para o ano de 2024, 2025 ou 2050, uma vez que o ano não está presente no código da opção. Novamente, você precisa consultar a plataforma de negociação ou o site da B3 para ter certeza de qual o ano de vencimento da opção.
  3. Embora muitas vezes o número que compõe o código da opção tenha alguma semelhança com o valor do strike, essa não é uma regra. Por exemplo, você pode ter uma opção com ticker BOVAT1 com strike de 100,00. A única informação que o número traz para o investidor é que se você identificar duas opções com números diferentes, seguramente elas possuem strikes diferentes.
  4. Por fim, o código da opção não traz qualquer informação se a opção é americana ou europeia. Relembre: as opções europeias são exercidas apenas no dia de vencimento, enquanto as americanas podem ser exercidas a qualquer momento até o vencimento. 

Resumo

Neste artigo, vimos que o código da opção é formado por cinco letras mais um número que possui de um a três dígitos. As quatro primeiras letras do código da opção se referem ao ativo-objeto, mas nem sempre é possível identificar exatamente o ativo-objeto em si. Neste caso, é importante fazer consultas adicionais, seja à sua plataforma de negociação (recomendamos o Profit), ao homebroker da corretora ou ao site da B3. O número no código da opção serve apenas para identificar strikes diferentes, mas não possui relação direta com o valor do strike. Por fim, não há qualquer informação no código da opção indicando se ela é americana ou europeia. 

Para aprender como analisar a nomenclatura das opções na prática, assista ao vídeo feito pelo nosso CEO, Raony Rossetti. Nele, Raony demonstra o procedimento utilizando uma plataforma de negociação e conta como conheceu o mercado de opções.

Veja mais

Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.
Conheça técnicas eficazes para captar clientes na assessoria financeira. Descubra como abordar, engajar e converter leads em clientes satisfeitos. Aperfeiçoe suas habilidades com o MELVER Pro.