Não caia no golpe do Pix

O Pix é o meio de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central do Brasil que transfere recursos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia. Com a sua praticidade também surgiram uma série de golpes que você precisa se atentar para não ter dor de cabeça.

Escrito por

Compartilhe:

O Pix é um sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central do Brasil que permite transferir dinheiro entre contas bancárias em segundos, sem custo e a qualquer hora do dia. Desde que foi lançado em novembro de 2020, o sistema se tornou uma das formas mais populares e práticas de movimentar recursos e realizar pagamentos.  Mas, junto com as facilidades do Pix, surgiram também os riscos de cair em golpes de pessoas que se aproveitam da novidade. Golpistas usam diferentes estratégias para enganar as pessoas e roubar seus dados pessoais e financeiros, usando o Pix como isca ou como meio de concretizar a fraude.  Neste artigo, vamos mostrar os principais tipos de golpes que envolvem o Pix e como você pode se proteger deles, dando destaque aos seguintes: 

  • phishing; 
  • falso funcionário de banco; 
  • clonagem do WhatsApp; 
  • QR Code falso; 
  • falsa promoção.

Phishing

phishing é uma técnica que consiste em enviar mensagens falsas por e-mail, SMS ou redes sociais, se passando por instituições financeiras ou outras empresas confiáveis. O objetivo é induzir o usuário a clicar em um link malicioso ou fornecer seus dados pessoais ou bancários.

No caso do Pix, os golpistas podem enviar mensagens solicitando que você cadastre suas chaves no Pix por meio de um site falso, que imita o layout do seu banco ou da empresa com a qual você tem relacionamento. Ao acessar esse site e digitar seus dados, você estará entregando suas informações aos criminosos.  Outra forma de phishing é enviar mensagens informando que você recebeu um pagamento via Pix e pedindo que você confirme seus dados para liberar o valor. Ao fazer isso, você também estará caindo na armadilha dos golpistas.

Como se proteger: não clique em links suspeitos nem forneça seus dados pessoais ou bancários por e-mail, SMS ou redes sociais. Verifique sempre a origem da mensagem e confira se o site é seguro (tem HTTPS na barra de endereço) e se o domínio corresponde ao da instituição financeira ou empresa verdadeira. Em caso de dúvida, entre em contato com o seu banco ou empresa pelo canal oficial.   

Falso funcionário do bancoHacker se passando por funcionário para dar golpe do Pix

Esse golpe consiste em alguém ligar para você se passando por um funcionário do seu banco ou da empresa com a qual você tem relacionamento. O suposto funcionário oferece ajuda para cadastrar suas chaves no Pix ou resolver algum problema relacionado ao sistema.

Durante a ligação, ele pede que você informe seus dados pessoais ou bancários, como CPF, senha ou código de verificação enviado por SMS. Com esses dados em mãos, ele pode acessar sua conta bancária e fazer transferências indevidas via Pix.  Como se proteger: desconfie de ligações não solicitadas que peçam seus dados pessoais ou bancários. Lembre-se de que os bancos e as empresas não costumam fazer esse tipo de contato por telefone nem pedem senhas ou códigos por SMS. Se receber uma ligação suspeita, desligue imediatamente e ligue para o seu banco ou para a empresa pelo número oficial.   

Clonagem do WhatsApp

Celular com alerta para golpe do PixEsse golpe consiste em clonar o aplicativo WhatsApp de alguém usando um código enviado por SMS. Os criminosos entram em contato com as vítimas se passando por alguma empresa conhecida (como uma operadora de celular) e pedem que elas informem um código recebido por SMS.  Esse código é na verdade o PIN usado para ativar o WhatsApp em outro aparelho. Ao fornecer esse código aos golpistas, você estará permitindo que eles tenham acesso ao seu WhatsApp.  Com isso, eles podem entrar em contato com seus contatos (familiares, amigos, colegas) e pedir dinheiro via Pix, se passando por você. Eles podem inventar alguma desculpa ou emergência para convencer as pessoas a fazerem o Pix rapidamente.

Como se proteger: não informe nenhum código recebido por SMS a ninguém. Esse código é pessoal e serve para proteger o seu WhatsApp. Se alguém pedir esse código a você, desconfie e bloqueie o contato. Além disso, ative a verificação em duas etapas no seu WhatsApp, que é uma camada extra de segurança que exige uma senha para acessar o aplicativo.   

QR Code falso 

Esse golpe consiste em gerar um QR Code falso que leva o usuário a um site malicioso ou a uma conta bancária dos criminosos. Os golpistas podem enviar esse QR Code por e-mail, SMS ou redes sociais, ou até mesmo colocá-lo em locais públicos (como postes ou placas) com a promessa de algum benefício ou desconto.  Ao escanear esse QR Code com o seu celular, você pode ser direcionado a um site que tenta roubar seus dados pessoais ou bancários, ou pode ser levado a fazer um pagamento via Pix para uma conta desconhecida.  Como se proteger: não escaneie nenhum QR Code suspeito nem faça pagamentos via Pix sem conferir os dados do destinatário. Verifique sempre se o QR Code corresponde ao produto ou serviço que você está comprando e se o site é seguro. Em caso de dúvida, não prossiga com a transação.   

📰 Saiba mais:

Comprovante falso de PIX: Cuidado

Falsa promoção

Esse golpe consiste em oferecer alguma promoção ou sorteio envolvendo o Pix, como um cashback (devolução de parte do valor pago) ou um prêmio em dinheiro. Os golpistas podem enviar mensagens por e-mail, SMS ou redes sociais, ou até mesmo ligar para as vítimas, dizendo que elas foram contempladas com algum benefício relacionado ao Pix.  Para receber esse benefício, elas precisam fazer um cadastro em um site falso, fornecer seus dados pessoais ou bancários, ou fazer um pagamento via Pix para uma conta indicada pelos criminosos.  Como se proteger: desconfie de ofertas muito vantajosas ou milagrosas envolvendo o Pix. Antes de participar de qualquer promoção ou sorteio, verifique se ele é verdadeiro e se tem o aval do Banco Central do Brasil. Não forneça seus dados pessoais ou bancários nem faça pagamentos via Pix sem ter certeza da origem e da credibilidade da oferta.   

Fique atento!

Fique atento e não deixe que sua experiência com o Pix seja prejudicada por criminosos.  O Pix é uma ferramenta incrível que facilita a vida das pessoas na hora de fazer pagamentos e transferências. No entanto, é preciso estar atento aos riscos de cair em golpes que usam o sistema como isca ou como meio de concretizar fraudes.  Neste texto, você viu os principais tipos de golpes do Pix e como se proteger deles.

📰 Leia mais:

Lembre-se sempre de verificar a origem das mensagens que você recebe, conferir os dados das transações que você faz e não fornecer seus dados pessoais ou bancários a ninguém sem ter certeza da confiabilidade.  Assim, você poderá usar o Pix com segurança e tranquilidade.

Veja mais

Neste artigo, mostramos um passo a passo para você acessar o site do Bacen e consultar as taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras em seus mais diversos segmentos, do rotativo do cartão de crédito até o financiamento imobiliário.
Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.