Como investir em Fiagro

O Fiagro fomenta o agronegócio no Brasil, permitindo a participação de investidores. As vantagens incluem diversificação, ganhos com rendimentos e valorização das cotas. Há benefícios fiscais como isenção de IR sobre rendimentos e riscos que devem se alinhar ao prazo e ao perfil do investidor.

Escrito por

Compartilhe:

Se você quer aprender a como investir em Fiagro, veio ao lugar certo! 

Neste artigo abordaremos o necessário para você começar a alocar seus recursos neste importante e inovador instrumento financeiro. Nos próximos minutos você conhecerá: 

  • O que são Fiagros; 
  • Benefícios e incentivos fiscais do Fiagro; 
  • Principais riscos envolvidos ao investir em Fiagros; 
  • Vantagens do Fiagro como opção de investimento; 
  • Tipos de Fiagro; 
  • Como investir em Fiagro. 

O que são Fiagros?

Mão segurando um saco com símbolo do Euro em uma fazenda representando como investir em Fiagro

O Fiagro, ou Fundo de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais, é um instrumento financeiro criado para fomentar o agronegócio no Brasil. Ou seja, ele permite que investidores de diferentes perfis participem desse setor estratégico da economia, proporcionando oportunidades de investimento em atividades rurais e suas cadeias produtivas.

Quando você investe em Fiagro, os recursos são direcionados para empreendimentos agropecuários, como produção agrícola, pecuária, silvicultura, aquicultura, entre outros. Assim, investimentos em Fiagro podem abranger desde a aquisição de terras, infraestrutura e equipamentos, bem como melhorias nas propriedades rurais. 

Além disso, os Fiagros são fundos que podem ser negociados em bolsa, sendo a sua negociação bastante simples, como você verá a seguir. 

Benefícios e incentivos fiscais do Fiagro 

Antes de aprendermos como investir em Fiagro, precisamos entender a sua tributação. O Fiagro oferece benefícios e incentivos fiscais muito interessantes para os investidores 

Isenção de Imposto de Renda sobre os rendimentos

Se você for um investidor pessoa física, então há uma grande possibilidade de que os rendimentos recebidos mensalmente sejam isentos de Imposto de Renda. No entanto, algumas condições devem ser seguidas: 

  • O cotista deve ser, obrigatoriamente, pessoa física; 
  • O Fiagro deve ter, no mínimo, 50 cotistas; 
  • As cotas do Fiagro devem ser negociadas apenas no ambiente da B3; 
  • O cotista não deve possuir mais de 10% das cotas do fundo; 
  • A quantidade de cotas do cotista não pode lhe dar o direito de receber mais de 10% do total de rendimentos do fundo. 

Para empresas e investidores institucionais (seguradoras, empresas, fundos de pensão) não há isenção: é necessário pagar 20% de Imposto de Renda sobre o rendimento. 

Compensação de Imposto de Renda sobre os ganhos de capital 

Leão representando a cobrança de IR em Fiagro

Não há isenção de IR para ganhos de capital com Fiagro. Porém, é possível compensar uma perda em um mês com os meses seguintes. Por exemplo, se você lucrou R$ 100.000,00 em julho de 2023 com sua carteira de Fiagros e teve um prejuízo de R$ 30.000,00 em maio do mesmo ano, o Imposto de Renda de 20% será calculado sobre a base de R$ 70.000,00 em julho. 

Principais riscos e considerações do Fiagro 

Assim como ocorre em muitos investimentos, o Fiagro possui alguns riscos. Para entender como investir adequadamente, é necessário compreender todos os riscos envolvidos. 

Risco de mercado 

O Fiagro é um ativo de renda variável, ou seja, o valor da cota pode variar diariamente. Qualquer política econômica que afete o setor, por exemplo, terá reflexo nos preços. 

Depois, os próprios ativos imobiliários que fazem parte do fundo também podem sofrer os efeitos das taxas de juros e da inflação. Por isso, o risco de mercado é duplamente presente nos Fiagros. 

Risco de liquidez 

Antes de investir em Fiagros, verifique a liquidez da negociação das cotas do fundo que está adquirindo, pois existem Fiagros com baixa liquidez, mas também existem aqueles extremamente líquidos. 

Para verificar a liquidez de um ativo negociado em bolsa, observe a diferença entre as ofertas de compra e venda. Quanto menor for essa diferença (spread), maior será a facilidade de negociação. 

Veja o exemplo abaixo:

Tabela com comparação entre dois Fiagros

Repare que a diferença entre os preços de compra e de venda é menor no Fiagro A. Logo, ele é mais líquido.  

Risco de crédito 

Como os Fiagros investem seus recursos na cadeia produtiva do agronegócio, seus rendimentos dependem da capacidade de pagamento dos envolvidos. Isso significa que há o risco de inadimplência, ou seja, o risco de crédito dos participantes. Em resumo, quanto menor for a capacidade de pagamento dos envolvidos, maior será o risco de crédito do Fiagro. 

Risco regulatório 

Como o setor agropecuário é de grande importância para o país, ele também é um setor altamente regulado. Portanto, há frequentes mudanças nas leis e nas regulamentações que impactam o setor e a sua capacidade de pagamento. Isso, inevitavelmente, afetará o Fiagro que você pretende adquirir. 

Vantagens do Fiagro como opção de investimento 

Por fim, para entender como investir em Fiagro, é importante conhecer algumas das vantagens que ele oferece. Aqui, estão algumas delas: 

Diversificação de portfólio 

Pilhas de moedas agrupadas em círculos interligados a um círculo central com uma peça de xadrez representando a diversificação estratégica em Fiagro

O Fiagro permite aos investidores diversificar seu portfólio ao investir em imóveis rurais e empreendimentos agropecuários. Isso proporciona exposição a um setor que pode complementar os investimentos tradicionais, como ações e títulos. 

É importante ressaltar que ao investir em um Fiagro, você investirá não apenas em ativos tangíveis relacionados ao agronegócio, como maquinário e imóveis, mas também em ativos financeiros, como recebíveis do setor. 

Possibilidade de ganhos com valorização 

Caso os ativos adquiridos pelo fundo se valorizem ao longo do tempo, os investidores podem obter ganhos de capital. Além disso, a participação nos resultados dos empreendimentos agropecuários também pode proporcionar retornos interessantes. 

Acesso a investimentos de grande porte 

Os Fiagros permitem que investidores de menor porte tenham acesso a empreendimentos agropecuários e imóveis rurais de grande escala, que normalmente estariam fora do alcance individual. 

Para se ter uma ideia, existem Fiagros com valor da cota de apenas R$ 10,00. Assim, qualquer pessoa, independentemente de seu perfil de renda, pode investir! 

Profissionalização da gestão 

Tal como acontece com qualquer fundo de investimento, os Fiagros são administrados por profissionais especializados. Logo, isso traz maior segurança e conhecimento na seleção e gestão dos ativos do fundo. Além disso, proporciona aos investidores uma gestão profissionalizada, mesmo para aqueles que não possuem conhecimento aprofundado no setor agropecuário. 

Tipos de Fiagro 

Para entender como investir em Fiagro, é importante compreender que esse fundo funciona como qualquer outro fundo de investimento negociável. Ou seja, os investidores interessados em Fiagro podem adquiri-los por meio do ambiente de negociação da B3. 

Atualmente, são três os tipos de Fiagro que podem ser negociados em bolsa: 

  • Fiagro-FIDC (Fiagros-Direitos Creditórios): esses fundos aplicam seus recursos em direitos creditórios do agronegócio;
  • Fiagro-FII (Fiagros-Imobiliários): são Fiagros que investem em ativos imobiliários relacionados ao agronegócio; 
  • Fiagro-FIP (Fiagros-Participações): são Fiagros que investem em participações em sociedades ligadas ao agronegócio. 

Independentemente da categoria do Fiagro, todos eles investem em algum instrumento ou ativo relacionado à cadeia produtiva do agronegócio. 

Como investir em FIAGRO 

Celular com plataforma de negociação na frente de commodities representando investimento em Fiagro

Agora que você conhece os riscos, a tributação, a classificação e algumas vantagens de investir em Fiagro, é hora de sabermos efetivamente como investir nesse tipo de fundo. 

Para investir em Fiagro, vamos seguir a mesma fórmula que já conhecemos e que é válida para a realização de qualquer investimento. Ou seja, vamos considerar: 

  • Os riscos envolvidos; 
  • O horizonte de investimento;
  • A necessidade de liquidez; 
  • O objetivo do investidor. 

Riscos envolvidos 

Dependendo do produto que você escolher, você estará preferencialmente exposto a um tipo de risco ou outro. 

Se você optar por investir em Fiagro-FIDC, estará essencialmente sujeito ao risco de crédito, uma vez que existe o risco de não pagamento dos títulos de direito creditório. 

Já se você investir em Fiagro-FII, estará sujeito, principalmente, ao risco de liquidez, uma vez que os imóveis possuem diferentes graus de liquidez, inclusive os imóveis rurais. 

Por fim, se você investir em Fiagro-FIP, enfrentará um tipo de risco muito diferente, chamado de risco operacional. Isso ocorre, porque esse fundo investe em empresas com o objetivo de influenciar sua gestão por meio da aquisição de ações. Logo, caso essas empresas tenham prejuízo, o fundo também será afetado. 

Diante dos motivos citados acima, ao adquirir um Fiagro, leve em consideração o tipo de risco com o qual está disposto a lidar, com base em sua análise de mercado. Lembre-se, contudo, de que o risco de mercado está presente em todos os Fiagros. 

📰 Saiba mais:

Cinco bons motivos para você ter um assessor de investimento. Evitar golpes é um deles!

Como é a remuneração do assessor de investimentos

Horizonte de investimento 

O segundo aspecto muito importante que você deve considerar ao escolher um Fiagro é o horizonte de investimento. O investimento no Fiagro, geralmente, requer um horizonte de investimento de médio a longo prazo. Ou seja, isso significa que você deve estar preparado para manter seus recursos investidos por um período considerável, visando obter os benefícios e os retornos esperados. 

Sendo assim, antes de escolher um Fiagro, procure alinhar o prazo do Fiagro com o prazo em que você precisará dos recursos. Se seus objetivos são de curto prazo como, por exemplo, comprar uma casa em seis meses, ou ainda trocar de carro em dois meses, talvez seja preferível optar outro investimento, como renda fixa. 

Liquidez 

O terceiro aspecto que você deve considerar para escolher o seu Fiagro é a necessidade de liquidez. Dessa forma, para os três tipos de Fiagro negociados em bolsa, você terá de consultar a possibilidade de liquidez. 

O Fiagro pode ter uma menor liquidez em comparação com outros investimentos, como ações ou fundos de renda fixa. Portanto, é importante considerar a necessidade de liquidez no futuro antes de tomar a decisão de investir no fundo. 

Objetivo 

Por fim, o último aspecto que você, investidor, deve considerar antes de escolher o seu Fiagro é o objetivo que você almeja com o investimento. Esse objetivo deve ser alcançável levando em consideração a liquidez, o horizonte de investimento e o risco envolvido. 

Por exemplo, se você planeja investir para obter independência financeira por meio de uma fonte adicional de renda, os Fiagros são uma excelente opção. Como geradores de renda passiva, os Fiagros (assim como os FIIs) têm sido muito procurados. 

Apenas para dar uma ideia, para obter uma renda passiva mensal de R$ 1.000,00, com o Fiagro mais negociado na B3 em 2023, seria necessário acumular um total aportes de R$ 72 mil em aportes.

Aplicando em FIAGRO 

Agora que você estabeleceu os seus objetivos, o horizonte de investimento e o risco que está disposto a assumir, é precisa escolher os Fiagros que farão parte da sua carteira. Conheça a lista de todos os Fiagros listas na B3. 

Analise não só a distribuição dos rendimentos, a liquidez nas negociações, mas também o gestor do fundo e os ativos em que ele investe o patrimônio. Ou seja, organize todos esses atributos, preferencialmente, em uma planilha, e crie um ranking de sua preferência. 

A maioria das corretoras não cobra corretagem sobre Fiagros. E com um investimento inicial de menos de R$ 10,00 por cota, você pode investir em Fiagros. Então, o que você está esperando? Acesse, agora, o home broker da sua corretora, tenha os códigos dos Fiagros em mãos e faça as suas compras. 

Não se esqueça de anotar todas as compras (e mais tarde as vendas). Isso será de grande ajuda na declaração do Imposto de Renda do próximo ano. Além disso, caso você realize vendas, lembre-se de pagar o Imposto de Renda até o último dia do mês seguinte às vendas. 

Em suma, esperamos que essas orientações permitam que você comece a investir no mundo dos Fiagros com confiança. 

📰 Leia mais:

Continue com a gente. Continue com a MELVER! 

Veja mais

Neste artigo, mostramos um passo a passo para você acessar o site do Bacen e consultar as taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras em seus mais diversos segmentos, do rotativo do cartão de crédito até o financiamento imobiliário.
Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.