Fundo Multimercado: entenda o que é e quais as vantagens

Leia o artigo para entender tudo o que você precisa sobre o fundo multimercado: o que é, como funciona, quais são as vantagens e desvantagens e como investir.

Escrito por

Compartilhe:

Os fundos multimercado são uma opção cada vez mais popular entre os investidores que buscam diversificar suas carteiras e obter retornos mais consistentes. Em suma, sua principal característica é a possibilidade de investir em diferentes tipos de ativos. Por exemplo: ações, títulos públicos, moedas estrangeiras e commodities para buscar a rentabilidade em diferentes cenários econômicos.

Neste artigo, vamos explicar:

  • o que é um fundo multimercado;
  • como o fundo multimercado funciona;
  • quais são suas vantagens e desvantagens em relação a outras opções de investimento;
  • como investir em um fundo multimercado.

Boa leitura!

O que é um fundo multimercado?

Um fundo multimercado é um fundo de investimento composto por diferentes ativos, com o objetivo de promover a diversificação da carteira e aumentar as chances de rentabilidade.

Algumas opções de ativos presentes nesse fundo são:

  • títulos públicos;
  • moedas estrangeiras;
  • commodities;
  • CDBs.

O principal diferencial desse tipo de fundo é a sua flexibilidade para investir em diferentes classes de ativos. Portanto, isso permite ao gestor ajustar a carteira de acordo com as condições de mercado e reduzir o risco do investimento.

Os fundos multimercado têm uma gestão ativa e são gerenciados por equipes de profissionais especializados em análises de mercado, estratégias de investimentos e gestão de riscos. Sendo assim, o gestor tem liberdade para escolher os ativos que compõem a carteira, desde que estejam dentro dos limites estabelecidos pelo regulamento do fundo.

📰 Leia também:

O que é e como investir em ETFs

Índice de Sharpe: o que é e como ele pode ajudar você a escolher o melhor investimento?

Como funciona um fundo multimercado

Uma instituição financeira cria o fundo multimercado, definindo suas regras de funcionamento, estratégias de investimento e escolhendo um gestor. O gestor, por sua vez, decide quais ativos financeiros comprar e vender na carteira do fundo, buscando maximizar a rentabilidade e reduzir os riscos.

Além disso, esse gestor é quem define a estratégia de investimento, que pode ser mais conservadora ou mais agressiva, dependendo dos objetivos do fundo e do perfil dos investidores.

O fundo é, então, aberto para a captação de recursos de investidores interessados em diversificar sua carteira de investimentos. Essas pessoas compram cotas do fundo, que representam uma fração da carteira de investimentos.

Esse tipo de fundo é mais sofisticado, porque permite ao gestor utilizar várias estratégias de hedge e de alavancagem. A vantagem? Já que eles não seguem as mesmas regras que limitam os outros tipos de fundos abertos, a rentabilidade pode ser muito maior — e o risco, controlado.

A diversificação do multimercado é uma mão na roda, porque, dessa forma, o cliente pode investir em um fundo que aplica parte dos recursos no exterior, parte em commodities e o restante em movimentos de curto prazo nos preços de ações específicas. É possível, ainda, escolher entre fundos alternativos ou com a pegada da sustentabilidade.

Vantagens de investir em um fundo multimercado

Investir em um fundo multimercado pode trazer diversas vantagens, tais como:

Diversificação

Pela sua composição baseada em ativos financeiros variados, o fundo multimercado permite ao investidor não só diversificar sua carteira de investimentos, mas também reduzir o risco de perdas.

É fácil explicar essa vantagem pensando em um ditado popular que diz que “não se deve colocar todos os ovos em uma única cesta”, porque, se ela cair, eles se quebram de uma vez só. Aplicar em um fundo multimercado significa, portanto, guardar os ovos em locais diferentes.

Rentabilidade

Essa diversificação também tem como objetivo, além de reduzir os riscos, buscar uma rentabilidade acima da média do mercado, mesmo em cenários de volatilidade e incertezas econômicas.

Flexibilidade

Os gestores dos fundos multimercado têm liberdade para escolher os ativos que compõem a carteira, permitindo ajustes de acordo com as condições de mercado e redução de riscos.

Profissionalismo

Esse tipo de fundo é gerenciado por equipes de profissionais especializados em análises de mercado, estratégias de investimentos e gestão de riscos, o que aumenta a segurança e a eficiência na gestão do investimento.

Liquidez

Os fundos multimercado são produtos financeiros negociados em bolsa, logo, garantem maior liquidez do que outros tipos de investimentos de longo prazo, como imóveis e previdência privada.

Desvantagens de investir em um fundo multimercado

Na hora de escolher um investimento, no entanto, não atenha-se apenas às vantagens, mas procure entender também quais são as desvantagens. No caso dos fundos multimercados, as principais são:

Taxas

Esse tipo de fundo costuma cobrar taxas de administração e performance, que podem reduzir a rentabilidade do investimento. Portanto, é importante avaliar as taxas que o fundo cobra antes de investir, a fim de garantir que o investimento seja rentável. A instituição cobra uma taxa de administração para cobrir os custos de gestão do fundo, e também cobra uma taxa de performance quando o fundo supera um determinado índice de referência.

Complexidade

Os fundos multimercado podem ser mais complexos do que outros tipos de investimento, exigindo maior conhecimento e acompanhamento por parte do investidor.

Como investir em um fundo multimercado

Agora que você já entendeu o que são, como funcionam os fundos multimercados e quais são suas principais vantagens e desvantagens, confira um passo a passo sucinto de como investir neles.

O ponto de partida é a definição do seu tipo de perfil de investidor, porque essa compreensão te ajuda a escolher um fundo que esteja mais alinhado às suas expectativas de rentabilidade e risco.

A partir disso, é importante fazer uma pesquisa minuciosa entre os fundos disponíveis, para entender as características e as estratégias deles — o que também é essencial para que você consiga fazer a escolha mais acertada.

Analise o desempenho dos fundos que você selecionar na pesquisa, para entender bem o seu histórico e, dessa forma, a rentabilidade e os riscos. Verifique também quais são as taxas cobradas para se assegurar de que elas sejam compatíveis com a rentabilidade.

Após entender todos esses fatores, realize o investimento por meio de uma instituição bancária, corretora ou diretamente com o gestor do fundo, seguindo todas as orientações. Feito o investimento, é interessante, então, acompanhar o seu desempenho de perto, para avaliar se ele está de acordo com as expectativas ou se necessita de ajustes. Gostou deste artigo? Entender sobre os mais diversos conceitos do universo dos investimentos e do mercado financeiro é essencial para quem deseja aumentar o seu patrimônio. Aproveite para ler também o nosso conteúdo sobre o que você precisa para se tornar um investidor profissional.

Veja mais

Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.
Conheça técnicas eficazes para captar clientes na assessoria financeira. Descubra como abordar, engajar e converter leads em clientes satisfeitos. Aperfeiçoe suas habilidades com o MELVER Pro.