Asset Management: o que é e como trabalhar com isso

Descubra como iniciar uma carreira em Asset Management, o que é gestão de ativos e como funciona. Saiba como se destacar nesta área em ascensão

Escrito por

Compartilhe:

Quem quer desenvolver uma carreira no mercado financeiro precisa saber que não são apenas pessoas físicas os possíveis clientes, muito pelo contrário. A gestão de ativos se tornou uma prioridade para empresas dos mais diversos setores, porque pode ter um impacto significativo em sua rentabilidade, em seu crescimento e e sua posição competitiva.

O conceito de Asset Management  significa, justamente, gestão de ativos. Trata-se de um compilado de estratégias e práticas com o objetivo de otimizar o valor dos recursos de uma organização e garantir a utilização eficiente deles. Quer entender mais sobre o assunto?

Neste artigo, você vai descobrir:

  • o que é asset management;
  • como funciona o trabalho de asset management;
  • como trabalhar nesta área.

Boa leitura!

O que é asset management

Asset management  é um conceito que envolve o planejamento, a organização e o controle de todos os ativos de uma empresa ao longo de seu ciclo de vida, buscando sua otimização. Em resumo, significa gerir ativos.

Asset Management: o que é e o que envolve

Esses ativos podem ser tangíveis, como equipamentos, propriedades, veículos e infraestrutura e, também, intangíveis, como propriedades intelectuais, marcas registradas e soluções tecnológicas.

O objetivo deste trabalho, sempre, é maximizar o valor dos ativos, promovendo sua utilização eficiente e eficaz, visando aumentar a rentabilidade da empresa, minimizando os custos, mitigando os riscos e melhorando o retorno sobre os investimentos.

A abordagem é bastante estratégica e deve considerar o contexto organizacional como um todo, como as operações, as metas e as legislações cabíveis.

Como funciona o trabalho de asset management

Pensa em trabalhar no mercado financeiro? Entenda as funções do dia a dia com asset management  para saber se essa é uma opção de carreira que tem a ver com você:

Identificação e classificação de ativos

O primeiro passo para que a gestão dos ativos de uma empresa seja feita de forma eficiente é a identificação e a categorização de todos eles. Isso deve levar em conta tanto o seu tipo como, também, características específicas como localização, valor e estado de conservação.

Planejamento de ativos

A partir da listagem de todos os ativos da empresa, é preciso então definir as estratégias e práticas mais inteligentes para a aquisição de novos (ativos) e a manutenção ou a substituição dos existentes. Para isso, deve-se levar em consideração fatores como vida útil, nível de obsolescência e rentabilidade de cada um.

Avaliação constante de desempenho

Também faz parte do dia a dia desse trabalho monitorar constantemente cada um dos ativos, coletando informações sobre seu nível de desempenho, custos e retornos. O objetivo, sempre, é identificar oportunidades de melhoria ou mesmo se está na hora de se desfazer dele.

Análise de riscos

Todo ativo, tangível ou intangível, apresenta determinados riscos. Como falamos acima, uma máquina, por exemplo, pode parar de funcionar e a infraestrutura de edificação pode sofrer avarias como infiltrações.

Portanto, cabe ao responsável por asset management  apurar esses riscos ao máximo e desenvolver planos de contingência para minimizar sua probabilidade e reagir rapidamente caso eles ocorram.

Tomada de decisões baseadas em dados

O profissional da área deve saber analisar muito bem todos os dados obtidos a partir da identificação e do monitoramento regular dos ativos para, com base neles, tomar as melhores decisões sobre novos investimentos, substituições e demais estratégias relacionadas.

Para isso, é possível contar com diversas ferramentas e tecnologias, incluindo a inteligência artificial no mercado financeiro.

Como trabalhar na área de asset management

O trabalho na área de asset management  exige o desenvolvimento de habilidades e conhecimentos específicos relacionados à gestão de ativos empresariais.

É recomendável obter um diploma de graduação em áreas como administração, finanças ou economia e, ainda pensando na parte acadêmica, uma pós-graduação em finanças ou gestão de ativos certamente é um grande diferencial.

Adquirir conhecimentos específicos sobre gestão de ativos inclui, por exemplo, compreender os princípios e as melhores práticas para essa função, bem como se familiarizar com as normas e com os padrões relevantes.

É importante, também, estudar conceitos como avaliação de ativos, ciclo de vida, gestão de riscos, planejamento estratégico e tomada de decisões com base em dados.

Agora, falando sobre experiências práticas, buscar oportunidades de estágio na área ou mesmo empregos de níveis juniores em empresas que contam com departamentos de asset management  é muito valioso. Apenas ao realizar tarefas do dia a dia será possível aplicar seus conhecimentos técnicos e desenvolver as habilidades necessárias para avançar na carreira.

📰 Saiba mais:

Veja as melhores estratégias de investimento de longo prazo

Por fim, para trabalhar como gestor de ativos e administrador de carteiras há a necessidade de conquistar certificações como a CFG, CGE, CGA ou CFA. Quer entender mais sobre o assunto? Leia também o nosso artigo sobre certificações financeiras e as áreas mais bem remuneradas do mercado.

Veja mais

Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.
Conheça técnicas eficazes para captar clientes na assessoria financeira. Descubra como abordar, engajar e converter leads em clientes satisfeitos. Aperfeiçoe suas habilidades com o MELVER Pro.