Previdência Complementar: Guia Completo

A previdência complementar aberta se estabelece como uma opção estratégica para assegurar um futuro financeiro estável, proteger bens e minimizar desafios fiscais e sucessórios.

Escrito por

Compartilhe:

Por décadas, muitos brasileiros confiaram somente na previdência social. Entretanto, diante de mudanças econômicas e demográficas, percebe-se uma crescente busca por alternativas que garantam um futuro financeiro mais seguro.

Dentro deste contexto, surge a previdência complementar como uma opção atrativa. Mas, por que ela tem ganhado tanto destaque? Primeiramente, ela oferece ao investidor uma oportunidade de complementar sua renda na fase da aposentadoria. Além disso, ao longo dos anos, a diversificação das opções de planos permitiu que os interessados encontrassem modalidades que se adequassem às suas necessidades.

Contudo, para fazer a escolha certa, é imprescindível avaliar cada detalhe. São produtos complexos, cuja avaliação de necessidade do cliente passa pela consideração de alguns pontos que trataremos neste artigo.

Mais especificamente, falaremos de:

  • Estratégia para ser previdente;
  • Coberturas de risco;
  • Informalidade;
  • Aspectos fiscais;
  • Aspectos sucessórios.

Estratégia para ser previdente

Estratégias para previdência complementarSer previdente é a arte de antecipar o futuro e evitar surpresas desagradáveis. A previdência complementar aberta oferece várias opções:

  • Oferece uma renda programada, que pode ser temporária ou durar a vida toda. Esta renda adiciona ao valor da aposentadoria do sistema público, assegurando uma vida tranquila após os anos de trabalho.
  • Permite guardar dinheiro para futuros gastos com a educação dos filhos ou para começar uma carreira, através de planos direcionados para os jovens.
  • Reserva recursos para cuidados com a saúde na terceira idade. Essa precaução considera que, nesta fase, os gastos com saúde tendem a crescer.
  • Serve como uma poupança para grandes projetos ou imprevistos, seja para comprar uma casa, viajar ou enfrentar situações inesperadas. A previdência é uma ferramenta valiosa para planejar o futuro.

Coberturas de risco

mão parando queda de fileira de dominós, representando coberturas de riscos Em caso de morte do detentor do plano, coberturas extras oferecem suporte financeiro, ainda que por um tempo limitado. Esse suporte se dirige a filhos, cônjuges, pais, outros dependentes financeiros, sejam eles parentes ou não.

Se o titular sofrer de invalidez permanente, seja ela total ou parcial, a cobertura garante uma segurança financeira para ele próprio ou para os seus dependentes. Isso tudo considerando os desafios financeiros resultantes dessa incapacidade.

📰 Leia mais:

Guia do PGBL: saiba tudo sobre o plano

 

Informalidade

Muita gente não está no sistema de previdência oficial, e isso mostra que trabalham de forma informal. Mas, usando a previdência complementar, essas pessoas, especialmente quem trabalha por conta própria ou tem uma profissão liberal, conseguem se proteger e proteger seus bens.

Às vezes essa proteção é até melhor do que aquela oferecida pela Previdência Social.

Aliás, se quiser saber mais sobre Previdência Social, vale a pena ler nosso artigo Previdência Social x Previdência Privada: o duelo final.

Aspectos fiscais

As contribuições pagas nos planos de PGBL permitem descontos de até 12% da renda total do usuário, para fins de pagamento de imposto de renda. Isso se mostra uma ferramenta valiosa para o diferimento fiscal.

📰 Saiba mais:

Tributação em planos de previdência complementar

Regime tributável ou compensável em previdência complementar

Regime tributário definitivo ou exclusivo em previdência complementar

Aspectos sucessórios

Aspectos sucessórios da previdência complementarPor vezes quando uma pessoa falece o seu patrimônio é transferido para os seus descendentes. Acontece que nem sempre esse processo chamado de inventário é fácil.

Muitas vezes a transferência envolve elevada carga tributária e honorários advocatícios. Além disso, somente a parcela líquida das dívidas é distribuída, ou seja, primeiro descontam-se todas as dívidas do falecido, e só então é distribuído o que sobrar.

Acontece que, produtos de previdência complementar não entram no inventário. Isso significa que os valores recebidos pelos herdeiros serão recebidos a título de indenização, e não de herança.

Isso muda tudo, pois o capital recebido não entra em inventário, ou seja, ele não fica sujeito às condições que explicamos agora a pouco.

Resumo

A previdência complementar aberta representa mais do que uma simples alternativa à previdência social. Ela se estabelece como uma opção estratégica para assegurar um futuro financeiro estável, proteger bens e minimizar desafios fiscais e sucessórios. Seja para antecipar situações inesperadas, ou salvaguardar a saúde financeira, é importante se informar e escolher o plano que melhor se encaixa às necessidades individuais. Afinal, a decisão tomada hoje reflete diretamente no bem-estar de amanhã.

📰 Saiba mais:

Como é feita a regulação da Previdência Complementar?

Continue com a gente. Continue com a MELVER!

Veja mais

Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.
Conheça técnicas eficazes para captar clientes na assessoria financeira. Descubra como abordar, engajar e converter leads em clientes satisfeitos. Aperfeiçoe suas habilidades com o MELVER Pro.