Guia do PGBL: saiba tudo sobre o plano

Avaliar um FoFs implica em analisar indicadores como Dividend Yield e P/VPA. Além disso, é crucial avaliar a competência do gestor do fundo, a estrutura do fundo e os custos associados, bem como considerar objetivos financeiros pessoais e perfil de risco.

Escrito por

Compartilhe:

O PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) representa uma das principais opções para quem busca segurança na aposentadoria. Porém, ao abordar o tema da previdência privada, muitas dúvidas surgem. Neste guia, proporcionamos uma visão detalhada sobre o PGBL e sua relevância no cenário financeiro brasileiro.

O cenário econômico atual exige que os brasileiros pensem estrategicamente sobre seu futuro. Assim, para muitos, a previdência privada se apresenta como um refúgio promissor. Portanto, é fundamental entender as particularidades deste plano. Assim, é possível tomar decisões informadas e maximizar os benefícios a longo prazo.

Historicamente, o PGBL evoluiu como uma alternativa ao sistema previdenciário tradicional. Desse modo, com o passar dos anos, consolidou-se como uma ferramenta poderosa de planejamento financeiro. Contudo, para aproveitar seus benefícios, é preciso conhecê-lo a fundo.

A importância do planejamento financeiro nunca foi tão grande quanto agora. Diante de incertezas econômicas, é prudente buscar alternativas sólidas e confiáveis. Portanto, ao longo deste guia, exploraremos todos os aspectos do PGBL. Desde sua origem até as estratégias para maximizar seu retorno.

Convidamos você a mergulhar neste conteúdo. Juntos, desvendaremos os mistérios do PGBL e proporcionaremos a você as ferramentas para um futuro financeiro mais seguro. A jornada começa aqui. Seja bem-vindo ao universo do PGBL.

Previdência Complementar Aberta

A previdência complementar aberta serve como um plano financeiro, completando a Previdência Social. Ela mistura investimento e seguro. Esse investimento ajuda a criar uma reserva para a aposentadoria. Funciona como uma capitalização em que o dinheiro vai para planos individuais. Esse dinheiro, então, se aplica em FIEs (Fundo de Investimento Especialmente Constituído) ou outros tipos de Fundos de Investimento.

 📰Saiba mais:

Previdência Privada x Previdência Social: o duelo final

Esses planos garantem um pagamento se o participante sobreviver ao período acordado. Eles podem ser:

  • Contribuição variável: você define o valor e a duração dos pagamentos. Porém, o benefício se baseia no saldo da provisão e no fator de cálculo.
  • Benefício definido: a quantia do benefício e os pagamentos já se determinam na inscrição.

Existem dois planos principais: VGBL e PGBL. O VGBL atua como seguro, enquanto o PGBL funciona como um plano de previdência. Ambos podem ser individuais ou coletivos. Depois de juntar dinheiro por algum tempo, eles oferecem uma renda para o resto da vida, por um tempo fixo, ou um pagamento único. Não garantem lucro mínimo e podem ter perdas, pois investem em FIEs.

Por fim, esses planos não sofrem taxação de IOF ou imposto pela regra “come-cotas”. Eles também não têm proteção pelo FGC.

PGBL – Plano Gerador de Benefícios LivreRenda do PGBL

O Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) é um plano de previdência que oferece renda após um período de acumulação. A resolução CNSP 349/2017 classifica os planos assim:

  1. PGBL: durante a acumulação, a remuneração vem da rentabilidade dos FIEs onde se investe todo o dinheiro, sem garantia mínima. É sempre uma contribuição variável;
  2. PGBL Programado: semelhante ao PGBL, mas permite pagamentos programados durante a acumulação.

Estes planos podem ter FIEs com menos risco ao longo do tempo, especialmente em ativos variáveis. Eles se dividem em:

PRGP (Plano com Remuneração Garantida e Performance)

Este plano garante aos participantes, durante o período de diferimento, remuneração por meio da contratação de índice de atualização de valores e de taxa de juros. Ainda, permite a reversão, parcial ou total, de resultados financeiros do plano.

PRSA (Plano com Remuneração Garantida e Performance sem Atualização)

O PRSA garante aos participantes, durante o período de diferimento, remuneração por meio da contratação de taxa de juros. Também permite a reversão, parcial ou total, de resultados financeiros (sempre estruturado na modalidade de contribuição variável).

PAGP (Plano com Atualização Garantida e Performance)

Já o PAGP garante aos participantes apenas a atualização de valores e a reversão, parcial ou total, de resultados financeiros. A atualização ocorre por meio da contratação de índice de preços.

PRI (Plano de Renda Imediata)

O PRI garante o pagamento do benefício por sobrevivência, sob a forma de renda imediata. Ele exige contribuição única. Muito usado por pessoas que recebem grandes prêmios de uma vez só.

PDR (Plano com Desempenho Referenciado)

O PDR garante desempenho mínimo, segundo critérios definidos no plano, e a reversão, parcial ou total, de resultados financeiros (sempre estruturado na modalidade de contribuição variável).

O benefício do diferimento fiscal

Diferimento fiscal é a possibilidade de que até 12% da renda tributável de um contribuinte seja abatida pelo pagamento de contribuições de PGBL.

Vamos supor que um contribuinte obteve a renda anual tributável de R$ 100 mil. Até R$ 12 mil dessa renda poderá ser abatida para cálculo do imposto de renda. Assim, o imposto só seria calculado sobre R$ 88 mil.

Mas, esse benefício é devolvido depois, já que a tributação sobre os recebimentos de PGBL são tributados sobre o valor total, e não apenas sobre os juros.

Por meio deste guia, esclarecemos muitas das incertezas e dúvidas comuns em relação ao PGBL. Tendo em vista as mudanças constantes do cenário econômico, é vital estar bem informado para tomar decisões certeiras e garantir uma aposentadoria tranquila.

Esperamos que este guia tenha servido como um mapa para navegar pelo mundo do PGBL, ajudando a identificar o plano ideal para cada pessoa.

📰 Saiba mais:

ANCORD: guia completo da certificação mais procurada do mercado financeiro

Guia do VGBL: saiba tudo sobre o plano

Continue com a gente. Continue com a MELVER!

Veja mais

Neste artigo, mostramos um passo a passo para você acessar o site do Bacen e consultar as taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras em seus mais diversos segmentos, do rotativo do cartão de crédito até o financiamento imobiliário.
Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.