Intermediários financeiros: entenda o que são e suas funções

Saiba o papel crucial dos intermediários financeiros no mercado de investimentos. Descubra funções, tipos e como impactam as transações financeiras, facilitando o acesso a investimentos diversificados.

Escrito por

Compartilhe:

O mercado de investimentos vem abrindo cada vez mais portas e atraindo olhares, tanto de pessoas que desejam aumentar o próprio patrimônio por meio de aplicações quanto pelos que querem seguir carreira na área.

É importante, no entanto, compreendê-lo bem para alcançar os melhores resultados, e isso passa por entender o que são os intermediários financeiros.

Leia o artigo para entender:

  • o que são e quais as funções dos intermediários financeiros;
  • quais são os tipos de intermediários financeiros;
  • quais são os tipos de intermediações financeiras.

O que são e quais as funções dos intermediários financeiros?

Os intermediários financeiros são instituições ou entidades que atuam como facilitadores para a realização de transações financeiras, conectando aqueles que têm os recursos (agentes superavitários) àqueles que precisam deles (agentes deficitários).

Seu papel na economia é fundamental, uma vez que eles participam diretamente do funcionamento dos mercados financeiros e ajudam a mobilizar o capital.

Tipos de intermediários financeiros

Existem diversos tipos de intermediários financeiros, cada um com funções e características específicas. Entenda os principais:

Banco comercial

Os bancos comerciais são os intermediários financeiros mais conhecidos. Eles oferecem uma ampla variedade de serviços financeiros para pessoas físicas e jurídicas, como contas correntes, poupança e opções de investimentos.

Caixa econômica

A Caixa Econômica Federal atua de maneira semelhante à dos bancos comerciais, mas opera também em funções sociais, participando do controle de transações advindas de programas do governo e da administração de recursos do fundo de garantia.

Corretora e Distribuidoras de valores Mobiliários

Intermediários financeiros: corretoras de valores

As corretoras e distribuidoras de valores mobiliários são empresas que auxiliam os investidores na compra e na venda de títulos e demais instrumentos financeiros. Além disso, elas podem oferecer, também, serviços de consultoria em aplicações.

📰 Saiba mais:

Banco ou corretora: qual é o melhor para investir?

Banco de investimentos

Os bancos de investimento, por outro lado, são instituições que auxiliam empresas na captação de recursos financeiros, além de prestarem serviços de consultoria em processos de fusão, aquisição e outras transações de alta complexidade.

Cooperativa de crédito

Semelhantes aos bancos, as cooperativas de crédito são propriedade de seus membros e operadas visando alcançar benefícios mútuos. Elas oferecem serviços financeiros e até mesmo empréstimos a taxas geralmente mais baixas do que as instituições tradicionais.

Sociedades de crédito imobiliário

Finalmente, as sociedades de crédito imobiliário são instituições especializadas em fornecer financiamento para aquisição, construção ou reforma de imóveis. A captação de recursos acontece por meio da emissão de títulos e outras fontes e, assim, concede-se empréstimos a indivíduos e empresas para fins imobiliários.

Tipos de intermediações financeiras

A principal função de uma intermediação financeira é reunir os recursos financeiros de indivíduos e empresas que têm capital e disponibilizá-lo para aqueles que precisam de capital para financiar projetos.

As duas principais formas de intermediação financeira são:

Intermediação direta

Na intermediação direta, os investidores fornecem diretamente seus recursos aos tomadores, sem a intervenção de intermediários financeiros.

Incluem-se, nessa categoria, os empréstimos diretos entre indivíduos e empresas. É importante saber que esse tipo de transação envolve um nível mais elevado de riscos e incertezas, já que é preciso lidar diretamente com a outra parte e negociar os próprios termos de acordo.

📰 Leia também:

Riscos de investimentos: entenda os principais e como lidar com eles

Proteção aos cooperados: conheça o FGCoop

Intermediação indireta

Quando falamos de intermediação indireta é que aparece o papel dos intermediários financeiros, que funcionam como a ponte entre os investidores e os tomadores de recursos.

Nesses casos, são os intermediários financeiros os responsáveis por coletar os recursos dos investidores por meio de depósitos, aplicações ou apólices de seguro para, então, emprestá-los ou investí-los em nome dos tomadores.

A intermediação indireta traz vantagens por ajudar a reduzir o risco para ambas as partes envolvidas, além de possibilitar a diversificação de fundos e fornecer serviços de gestão de risco, como a avaliação de crédito e até mesmo consultoria sobre o tipo de perfil de investidor de cada um.

Por isso, esse modelo é o mais comum e acessível para a maioria dos investidores, oferecendo conveniência, liquidez e serviços adicionais.

Lendo este artigo, foi possível entender o quão importante é o papel dos intermediários financeiros na expansão dos serviços financeiros e de investimentos para mais pessoas e camadas da população. Para entender mais sobre esse assunto, aproveite para conferir também o nosso conteúdo sobre inclusão financeira!

Veja mais

Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.
Conheça técnicas eficazes para captar clientes na assessoria financeira. Descubra como abordar, engajar e converter leads em clientes satisfeitos. Aperfeiçoe suas habilidades com o MELVER Pro.