Diferenças entre petróleo Brent e WTI

Este artigo explora as diferenças entre o petróleo Brent e WTI, as duas principais referências mundiais para o preço do petróleo. São abordados diversos aspectos, desde a produção e consumo de petróleo global, até a influência da OPEP na determinação dos preços. Também foram apresentados contratos futuros de Brent e WTI, estratégias de negociação de spreads e a importância de relatórios econômicos.

Escrito por

Compartilhe:

Você já ouviu falar de Petróleo Brent e WTI? Conhece as diferenças entre eles? Apenas para dar uma pitada do que vem por aí: existem dezenas de diferentes referências de petróleo, cada uma representando o petróleo de uma parte específica do mundo. No entanto, o preço da maioria deles está atrelado a duas referências mundiais: Brent e WTI. 

Neste artigo, vamos falar dos seguintes tópicos: 

  • Petróleo: um panorama; 
  • Brent e WTI: duas referências de petróleo; 
  • Contratos futuros de petróleo Brent e WTI; 
  • Spread de petróleo Brent e WTI;
  • Relatórios relevantes. 

Petróleo: um panorama 

Primeiramente, vamos falar de Petróleo, o ouro negro, aquela commodity que deu origem a uma verdadeira revolução energética e se tornou a principal fonte de energia para o transporte, a indústria e o aquecimento doméstico no mundo. 

Atualmente, são produzidos 90 milhões de barris de petróleo. Os maiores produtores mundiais são os Estados Unidos, a Arábia Saudita e a Rússia, somando mais de 40% da oferta mundial. Enquanto isso, o Brasil está em 9º, com 3 milhões de barris diários, ou seja, 3% do total mundial. E quem tem a maior reserva mundial é a Venezuela. 

Na parte da demanda, os EUA também são os maiores consumidores do combustível fóssil, com quase 20 milhões de barris consumidos por dia. China, Índia, Arábia Saudita e Rússia são outros devoradores de petróleo. 

Além disso, é importante que você conheça a OPEP. A OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), uma espécie de cartel dos produtores, desempenha um papel importante na determinação do preço do petróleo, uma vez que seus membros representam uma parcela significativa da produção mundial. Decisões da OPEP sobre cortes ou aumentos na produção podem ter um impacto direto nos preços do petróleo. 

Brent e WTI: Referências de petróleo 

Como mencionamos no início, tanto Brent quanto WTI se referem a dois dos principais tipos de petróleo bruto negociados internacionalmente. Eles representam diferentes benchmarks ou referências de preços para o petróleo. 

O Brent é mais internacionalizado, e a maior parte dos contratos é negociada por meio da Intercontinental Exchange (ICE). Ele é padrão para os mercados europeus e asiáticos. 

Em seguida temos o WTI, negociado via NYMEX, subsidiário da CME. Ele é extraído nos Estados Unidos, principalmente do Texas, de Dakota do Norte e da Lousiana. O volume de ambos foi muito próximo ao longo dos anos, mas, em 2016, principalmente pelo levantamento da proibição de exportação de petróleo americano, o WTI ultrapassou o Brent. Ambas as referências alimentam muitas das principais economias do mundo e afetam quase todas as nações. 

Quimicamente, os dois óleos são diferentes. O Brent é mais leve e com pouco enxofre. O WTI possui maior densidade, mas com qualidade superior. Essas diferenças e os custos de transportes impactam na diferença entre os preços, já que o Brent é produzido próximo ao mar, enquanto o WTI, não. Mas, a maior facilidade de refino do Brent o torna ligeiramente mais caro. 

Além disso, inúmeros fatores, principalmente geopolíticos, afetam os preços e a produção.  

O mercado de derivativos de petróleo é gigantesco. Os futuros de petróleo lideram as negociações de contratos no setor de energia, uma vez que seus volumes são muito superiores aos de outras commodities. 

Contratos futuros do petróleo Brent e WTI 

Antes de mais nada, vamos começar a estudar esses futuros de Brent e WTI entendendo as principais características do Contrato Futuro de Petróleo Brent, conhecido como Brent Crude Oil Futures. 

Pouco antes, você aprendeu que esse contrato é negociado na Intercontinental Exchange (ICE), uma bolsa de commodities e derivativos com sede em Londres, Reino Unido. Cada contrato de Brent representa 1.000 barris de petróleo, com o preço cotado em dólares americanos por barril e liquidação, na maioria dos negócios, financeira. 

Os contratos de Brent têm vencimento mensal, com negociação contínua disponível para os próximos 12 meses. Após o mês de vencimento atual, o próximo mês de vencimento se torna o contrato de referência. Sua negociação ocorre durante o horário de mercado regular da ICE, que é da 01h às 23h (horário de Londres) de segunda a sexta-feira. 

Agora, vamos com o Futuro de Petróleo WTI. Negociado no grupo CME, um contrato WTI também equivale a 1.000 barris de petróleo, com a cotação dada em US$ por barril. Na plataforma eletrônica da CME, os negócios ocorrem de domingo a sexta-feira, das 18h às 17h15 (horário do leste dos EUA). No pregão viva-voz, eles ocorrem apenas em dias úteis, das 09h às 14h30. 

A liquidação pode ser física ou financeira. Existem contratos com vencimentos em vários meses, que expiram um mês antes da data de vencimento. Essas datas são de extrema importância para as empresas que realizarão a entrega dos barris de petróleo, como Exxon Mobil e Chevron, mas a maior parte das negociações desses contratos são rolados para vencimentos mais longos. 

Spread de petróleo Brent e WTI 

Conhecendo os dois contratos, você precisa saber que uma das principais estratégias de futuros é negociar spreads de Brent e WTI. Os preços dos dois geralmente se movem na mesma direção, mas podem se mover em proporções diferentes, dependendo das flutuações de oferta e demanda. 

Assim, para se aproveitar dos spreads, os traders podem abrir posições longas ou curtas em contratos futuros de Brent e WTI simultaneamente, com o objetivo de se beneficiar das mudanças na diferença de preço entre os dois contratos. Se o spread se ampliar, o trader pode lucrar com a diferença de preço quando fechar a posição. 

Adicionalmente, é possível utilizar opções para negociar o spread entre Brent e WTI. Por exemplo, os agentes podem comprar uma call de Brent e vender uma call de WTI com o objetivo de lucrar com a diferença de preço entre os dois contratos. 

Relatórios relevantes 

Desde já, saiba que para os traders e grandes compradores de petróleo, os relatórios econômicos são uma ferramenta essencial para a compreensão do suprimento atual de petróleo. 

Para o WTI, o relatório de petróleo semanal Energy Information Administration  (EIA), que informa sobre os estoques de petróleo bruto dos EUA, tanto no mercado interno quanto no exterior, é muito utilizado. Por fim, esse relatório é divulgado toda quarta-feira, às 10h30 (horário da costa-leste). 

Além do EIA, outra ferramenta importante de análise é o relatório estatístico semanal do American Petroleum Institute (API), lançado às terças-feiras, às 16h30. Esse relatório abrange os estoques de petróleo dos Estados Unidos e os dados relacionados às operações da refinaria, à produção, à importação, bem como ao inventário dos quatro principais produtos petrolíferos: gasolina para motores, querosene, combustível de aviação, além do óleo combustível destilado e do óleo combustível residual. 

Já para o Brent e para o petróleo árabe, é importante acompanhar o Relatório Mensal do Mercado de Petróleo da OPEP (Monthly Oil Market Report). Ele é divulgado na segunda semana do mês, cobrindo as principais questões que afetam o mercado mundial de petróleo e fornecendo uma perspectiva para a evolução do mercado de petróleo bruto para o próximo ano. 

Dessa forma, encerramos este artigo. E aí, já tinha ideia de todas essas possibilidades de negociação com petróleo Brent e WTI? 

📰 Leia mais:

Descubra os preços dos petróleos Brent e WTI:

Cotação do Petróleo Brent

Cotação do Petróleo WTI

Esperamos que tenha gostado do artigo. 

Veja mais

Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.
Conheça técnicas eficazes para captar clientes na assessoria financeira. Descubra como abordar, engajar e converter leads em clientes satisfeitos. Aperfeiçoe suas habilidades com o MELVER Pro.