Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível 2: os segmentos de acesso

O Bovespa Mais oferece às empresas visibilidade no mercado, facilita o acesso a capital, melhora a governança corporativa, aumenta a liquidez das ações e é um passo estratégico para crescimento no mercado de capitais.

Escrito por

Compartilhe:

No dinâmico cenário do mercado de capitais brasileiro, os segmentos Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível 2 representam etapas importantes para empresas em crescimento. Esses segmentos criados pela B3, a bolsa de valores do Brasil, oferecem oportunidades únicas para empresas que buscam expansão e visibilidade no mercado financeiro. Por meio deles, as empresas conseguem acesso a investidores e a uma maior liquidez, elementos essenciais para o seu desenvolvimento e consolidação.

Além disso, esses segmentos impõem requisitos de governança corporativa e transparência, que são mais rígidos em comparação com os padrões tradicionais do mercado. Assim, ao aderir a esses segmentos, as empresas não apenas ganham em termos de capital, mas também melhoram suas práticas de gestão e responsabilidade corporativa. Portanto, compreender o funcionamento, as exigências e os benefícios desses segmentos são fundamentais para empresas que aspiram a se destacar no mercado financeiro brasileiro.

Este artigo visa explorar em profundidade os segmentos Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível 2. Vamos abordar suas características, vantagens, desafios e o impacto que exercem no mercado de capitais e nas empresas que neles operam. Você terá uma visão clara e abrangente a respeito dos dois segmentos.

Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível 2

bovespa maisO Bovespa Mais é um segmento de mercado especial, pensado para empresas menores que querem captar recursos, mas de maneira um pouco mais moderada. É perfeito para aquelas que buscam crescer e financiar seus projetos. Aqui, as empresas se apresentam aos investidores, geralmente ofertando ações para um grupo seleto.

Uma característica interessante do Bovespa Mais é que as empresas podem se listar mesmo sem fazer uma oferta pública inicial, o famoso IPO. Elas têm até sete anos para realizar o IPO, oferecendo um caminho gradual para entrar no mercado.

Comparando com o Bovespa Mais Nível 2, a grande diferença é que o último permite emitir não só ações Ordinárias (ON), mas também Preferenciais (PN). Além disso, no Bovespa Mais Nível 2 e no Bovespa Mais, há algumas regras comuns, como:

  • Free Float (número mínimo de ações em circulação) de 25% após sete anos de listagem;
  • Conselho de Administração com pelo menos três membros, conforme a legislação, com mandato de até dois anos. Há a obrigatoriedade de que pelo menos 20% sejam independentes (de fora da companhia;
  • No caso do Tag Along, 100% do valor para ações ON no Bovespa Mais e 100% para ON e PN no Bovespa Mais Nível 2;
  • Nas Ofertas Públicas de Aquisição (OPA), o pagamento deve ser feito pelo menos pelo valor econômico, exceto em casos de migração para o Novo Mercado;
  • Adesão obrigatória à Câmara de Arbitragem do Mercado;
  • Possibilidade de ter um comitê de auditoria, uma área de auditoria interna e práticas de compliance, mas isso não é obrigatório.

Benefícios para empresas listadas no Bovespa Mais

Listar-se no Bovespa Mais oferece às empresas uma série de vantagens significativas. Primeiramente, elas ganham maior visibilidade no mercado. Isso acontece porque a listagem no Bovespa Mais coloca a empresa sob os holofotes de investidores nacionais e internacionais, aumentando sua reputação e reconhecimento.

Além disso, o acesso a capital se torna mais facilitado. As empresas listadas no Bovespa Mais conseguem captar recursos diretamente do mercado, evitando a dependência de empréstimos bancários com altos juros. Isso é fundamental para o financiamento de novos projetos e expansão dos negócios.

Outro benefício importante é a melhoria na governança corporativa. O segmento exige padrões elevados de transparência e práticas de governança, o que pode aumentar a confiança dos investidores e melhorar a gestão interna.

Além disso, há um potencial de aumento na liquidez das ações. Com maior interesse de investidores, as ações da empresa tendem a ter maior liquidez, beneficiando a empresa e seus acionistas.

Por fim, estar no Bovespa Mais pode ser um passo estratégico para empresas que visam migrar para segmentos ainda mais elevados, como o Novo Mercado. Esse movimento pode abrir ainda mais portas e criar novas oportunidades de crescimento e valorização.

O Bovespa Mais não é apenas uma plataforma de captação de recursos, mas também um meio de fortalecimento e consolidação empresarial no mercado de capitais.

E aí? Curtiu o artigo? Quer mais conteúdo de qualidade do mercado?

📰 Saiba mais:

Nível 1: conheça um importante segmento de listagem da B3

Novo Mercado: o degrau mais alto de governança na B3

Governança Corporativa e o mercado de capitais

Continue com a gente. Continue com a MELVER!

Veja mais

Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.
Conheça técnicas eficazes para captar clientes na assessoria financeira. Descubra como abordar, engajar e converter leads em clientes satisfeitos. Aperfeiçoe suas habilidades com o MELVER Pro.