Qual é o investimento mais seguro?

Este artigo aborda os investimentos mais seguros, explorando opções como poupança, Tesouro Direto, CDBs, LCIs, LCAs e Tesouro RendA+. Foi destacada a importância da segurança, rentabilidade e liquidez, visando orientar investidores em suas escolhas.

Escrito por

Compartilhe:

Investir de maneira segura constitui uma das principais preocupações dos brasileiros na atualidade. Diante de um cenário econômico variável, escolher onde alocar recursos demanda conhecimento e cautela. Neste artigo, exploramos os investimentos mais seguros disponíveis no mercado. Além disso, examinamos a relação entre risco e retorno, um aspecto fundamental para qualquer tipo de investidor.

O que define um investimento seguro?

Travas de cinto de segurança, representando o conceito de investimento seguroIdentificar um investimento seguro envolve considerar diversos fatores. Primeiramente, a estabilidade do retorno figura como característica essencial. Investimentos seguros, geralmente, oferecem rendimentos previsíveis e consistentes ao longo do tempo. Além disso, a liquidez, que se refere à facilidade de converter o investimento em dinheiro sem significativa perda de valor, também é um aspecto crucial.

A baixa volatilidade é outro indicador importante. Investimentos seguros tendem a apresentar menores flutuações de preço, reduzindo o risco de perdas abruptas. Por outro lado, a rentabilidade, embora importante, geralmente é mais modesta em comparação com opções mais arriscadas. Assim, compreendemos que segurança e alto retorno raramente caminham juntos.

A qualidade do emissor do título ou da entidade gestora do investimento também desempenha um papel vital. Instituições financeiras sólidas e bem regulamentadas aumentam a confiabilidade do investimento. Outra coisa: a diversificação é uma estratégia chave para aumentar a segurança. Distribuir investimentos em diferentes categorias e setores pode reduzir os riscos globais.

Tipos de investimentos seguros

No universo dos investimentos seguros, diversas opções se destacam. A poupança, tradicionalmente conhecida, ainda representa a escolha inicial para muitos brasileiros. Apesar da sua baixa rentabilidade, oferece simplicidade e facilidade de acesso. Além disso, os títulos de renda fixa, como Tesouro Direto, CDBs, LCIs e LCAs, garantem maior segurança e previsibilidade de retornos.

Os títulos do Tesouro Direto são emissões do governo, considerados seguros pela garantia do Tesouro Nacional. CDBs (Certificados de Depósito Bancário) são títulos emitidos por bancos para financiar suas atividades. LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) e LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio) são isentas de Imposto de Renda para pessoas físicas, o que as torna atraentes.

Fundos de renda fixa também são uma opção interessante. Eles investem em diversos ativos de renda fixa, proporcionando diversificação e gestão profissional. Além disso, os fundos DI, que acompanham a taxa Selic, oferecem liquidez e segurança.

CDBs (Certificados de Depósito Bancário) representam outra modalidade importante. Bancos emitem esses títulos para captar recursos. Os investidores, por sua vez, recebem uma rentabilidade definida no ato da aplicação ou variável, acompanhando índices como o CDI.

Destes investimentos citados, os CDBs, as LCIs e as LCAs contam ainda com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Esse mecanismo garante o capital em caso de falência da instituição financeira emissora do título, no limite de R$ 250.000,00 por CPF.

Muito embora investir em renda fixa seja seguro, é importante tomar alguns cuidados.

📰 Leia também:

A poupança é um investimento ruim. Entenda o motivo e invista melhor!

Qual é o investimento mais seguro?

investidor avaliando investimentos para escolher o mais seguroAté aqui você percebeu que a tão desejada segurança depende de fatores, como a liquidez, o risco de mercado, o risco de crédito e a rentabilidade.

Nesse sentido, apenas produtos de renda fixa podem ser considerados seguros. Apesar dos títulos públicos não contarem com a proteção do FGC, é muito difícil o Estado brasileiro não honrar os pagamentos. Já os títulos privados contam com tal proteção.

Dessa forma, o investimento mais seguro vai depender do volume de capital aplicado.

Se você for aplicar mais do que R$ 250.000,00 então talvez títulos públicos sejam mais adequados. Por outro lado, se você for aplicar menos do que R$ 250.000,00, os CDBs podem ser mais atrativos, pois, possuem liquidez imediata. Em títulos privados, procure diversificar e não investir mais do que R$ 250 mil em apenas um banco.

O investimento mais seguro para a aposentadoria

Muita gente busca segurança quando se trata de investimento para a aposentadoria. Isso faz todo sentido, afinal, não se trata de enriquecimento, mas apenas de garantir uma qualidade de vida no futuro.

Para tanto, há uma inovação segura disponível para a tão sonhada aposentadoria.

O Tesouro RendA+ (lê-se: tesouro renda mais) representa uma inovação nos investimentos em títulos públicos. Este produto, recentemente lançado pelo Tesouro Nacional, visa oferecer uma rentabilidade mais atrativa aos investidores. Ele combina a segurança dos títulos públicos com uma rentabilidade variável, atrelada a um índice de referência, como a taxa Selic ou o IPCA.

O diferencial do Tesouro RendA+ está na sua capacidade de proporcionar rendimentos periódicos, geralmente mensais.

Funciona assim: você aplica o seu dinheiro, e quando o título vence, ao invés de receber todo o valor mais os juros, você recebe tal valor parcelado. Esse parcelamento é entendido como uma renda para a aposentadoria.

O RendA+ é uma ótima opção para aposentadoria, mas, o Tesouro IPCA, mesmo sem os pagamentos periódicos, também é uma excelente opção. Isso porque, em se falando de renda fixa, a proteção contra a inflação é indispensável.

📰 Leia também:

O que é uma carteira de investimentos?

Continue com a gente. Continue com a MELVER!

Veja mais

Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.
Conheça técnicas eficazes para captar clientes na assessoria financeira. Descubra como abordar, engajar e converter leads em clientes satisfeitos. Aperfeiçoe suas habilidades com o MELVER Pro.