Comparativo entre os Sistemas de Amortização: qual é o melhor?

Neste artigo, comparamos os principais sistemas de amortização: SAC, Tabela Price e SAA. Discutimos suas características, vantagens e desvantagens, fornecendo insights para escolher o sistema mais adequado conforme as necessidades financeiras individuais.

Escrito por

Compartilhe:

Escolher o sistema de amortização adequado é uma decisão importantíssima  no mundo dos financiamentos e empréstimos. Essa escolha influencia diretamente a forma como você gerencia suas dívidas e planeja suas finanças.

No mercado, existem vários sistemas de amortização, cada um com suas particularidades e implicações. Os mais conhecidos são o Sistema de Amortização Constante (SAC), a Tabela Price e o Sistema de Amortização Americano (SAA).

O SAC é conhecido por suas parcelas decrescentes, enquanto a Tabela Price se destaca pelas parcelas fixas. Por outro lado, o SAA caracteriza-se pelo pagamento dos juros durante a maior parte do financiamento, com a quitação do principal no final. Esses sistemas possuem vantagens e desvantagens únicas, adequando-se a diferentes perfis e necessidades financeiras.

Entender cada um desses sistemas é essencial para tomar melhores decisões. Isso envolve analisar como cada método impacta o valor das parcelas, o custo total do empréstimo e a sua capacidade de pagamento ao longo do tempo. Além disso, considerar o cenário econômico e as expectativas futuras pode influenciar significativamente na escolha do sistema mais vantajoso.

Neste artigo, faremos um comparativo entre os principais sistemas de amortização. Exploraremos suas características, analisaremos cenários onde cada um se aplica melhor e discutiremos como fazer a escolha mais adequada às suas necessidades. Nosso objetivo é fornecer um guia completo que auxilie na tomada de decisão, possibilitando um planejamento financeiro mais sólido e eficiente.

Sistema de Amortização Constante (SAC)

No Brasil, o sistema mais comum é o SAC para financiamentos imobiliários. Caracteriza-se por parcelas que diminuem ao longo do tempo, tornando-se mais acessível para aqueles que pretendem reduzir as suas saídas de caixa no decorrer dos anos. No SAC, a amortização do principal é constante em todas as parcelas, por outro lado, o cálculo dos juros ocorre sobre o saldo devedor restante, diminuindo progressivamente.

No início do financiamento, as parcelas são maiores. Isso acontece, pois a soma da amortização constante com os juros sobre um saldo devedor ainda alto resulta em valores mais elevados. Porém, à medida que o tempo passa, o saldo devedor diminui, e com ele, a parcela de juros, fazendo com que o valor total da parcela decresça. Por isso, como dissemos, este sistema é ideal para quem tem capacidade financeira para enfrentar parcelas maiores no início, beneficiando-se de valores menores com o passar dos anos.

Essa redução da carga financeira ao longo do tempo é a principal vantagem do SAC. Isso permite que o devedor tenha um alívio progressivo em seu orçamento, especialmente útil para quem espera um aumento de renda no futuro. Por outro lado, as parcelas iniciais mais altas podem ser um desafio, especialmente para quem tem um orçamento mais restrito.

O SAC é recomendado para financiamentos de longo prazo, onde o devedor pode se beneficiar da diminuição gradual do valor das parcelas. Este sistema proporciona uma visão clara da redução do saldo devedor, facilitando o planejamento financeiro e a previsão de despesas futuras.

Tabela Price

A Tabela Price, conhecida também como sistema francês de amortização, é um método amplamente utilizado em financiamentos, caracterizando-se por parcelas fixas. Neste sistema, a composição da parcela contém uma parte que amortiza o principal e outra que paga os juros. O cálculo dos juros ocorre sobre o saldo devedor. A principal vantagem da Tabela Price é a previsibilidade, pois o devedor sabe exatamente o valor a ser pago em cada mês.

Nas parcelas iniciais, a maior parte vai para o pagamento dos juros, e uma menor parte ao principal. Conforme o tempo passa, essa relação se inverte gradualmente. Este sistema é ideal para aqueles que preferem a consistência e a facilidade de planejamento financeiro que as parcelas fixas oferecem. Contudo, é importante estar atento ao fato de que, inicialmente, o saldo devedor reduz-se lentamente, pois os juros formam a maior parte do pagamento.

A Tabela Price é frequentemente utilizada em financiamentos de veículos e imóveis, especialmente quando os compradores buscam estabilidade nas prestações mensais. Além disso, é uma opção atraente para financiamentos com prazos mais curtos. Isso é devido à a progressão lenta na redução do principal que não impacta significativamente o custo total do financiamento.

Por outro lado, em financiamentos de longo prazo, o custo total pago pode ser mais alto em comparação com outros sistemas de amortização. Isso ocorre porque, durante um período mais extenso, os juros acabam compondo uma parcela significativa do pagamento total.

Sistema de Amortização Americano (SAA)

Sistema de amortização americanoO Sistema de Amortização Americano (SAA) apresenta uma dinâmica distinta na estrutura de pagamento de empréstimos e financiamentos. Neste sistema, durante a maior parte do prazo do financiamento, o devedor paga apenas os juros sobre o montante total emprestado. O principal característico deste sistema é o pagamento do valor principal em uma única parcela, ao final do período de financiamento, conhecido como pagamento balão.

Esta estrutura torna o SAA particularmente atraente para situações de investimento ou em cenários onde o devedor antecipa um aumento significativo de liquidez no futuro. Por exemplo, em empreendimentos imobiliários que esperam uma valorização do imóvel ou em negócios que preveem um retorno substancial a curto prazo. A vantagem imediata é o alívio no fluxo de caixa, já que as parcelas iniciais são menores, compreendendo somente os juros.

Contudo, o SAA exige uma atenção especial ao final do financiamento, quando o pagamento do principal pode representar um grande desafio financeiro. Esta característica faz com que seja essencial um planejamento cuidadoso e uma avaliação precisa da capacidade de pagamento futuro. O SAA pode não ser a melhor opção para quem não tem certeza de sua capacidade de quitar um grande valor de uma só vez.

Além disso, o SAA é menos comum em financiamentos de longo prazo, como em empréstimos habitacionais, devido ao risco associado ao grande pagamento final. É mais frequentemente aplicado em financiamentos empresariais ou em investimentos de curto prazo.

Comparação entre os sistemas

A escolha de um sistema de amortização deve se basear na análise comparativa entre as opções disponíveis, considerando as características de cada uma. O SAC, com suas parcelas decrescentes, é ideal para quem tem capacidade de lidar com parcelas maiores no início e prefere um alívio financeiro progressivo. Este sistema é frequentemente utilizado em financiamentos imobiliários, oferecendo uma clara redução do saldo devedor ao longo do tempo.

Por outro lado, a Tabela Price proporciona uma previsibilidade mensal que pode ser atrativa para aqueles com um orçamento mais restrito ou estável. No entanto, deve-se considerar que a maior parte do pagamento no início é destinada aos juros. Isso resulta em um custo total maior ao longo do financiamento, especialmente em prazos mais longos.

Quanto ao SAA, a sua característica de pagamentos menores no início, o torna uma opção arriscada para financiamentos de longo prazo. Esse sistema é mais adequado para situações em que se espera um aumento significativo de liquidez ou em cenários de investimentos de curto prazo.

A comparação entre esses sistemas revela que não existe uma opção universalmente melhor. Cada sistema tem suas peculiaridades e se adapta a diferentes cenários financeiros.

Portanto, a escolha do sistema de amortização depende do planejamento financeiro individual, das condições do mercado e das expectativas futuras de cada devedor. É fundamental avaliar cada sistema com base no próprio perfil financeiro e nos objetivos a longo prazo para fazer a escolha mais adequada.

Continue com a gente. Continue com a MELVER!

Veja mais

Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.
Conheça técnicas eficazes para captar clientes na assessoria financeira. Descubra como abordar, engajar e converter leads em clientes satisfeitos. Aperfeiçoe suas habilidades com o MELVER Pro.