Heurística da Ancoragem

A ancoragem influencia decisões, fazendo com que investidores se baseiem em valores de referência ao avaliar ativos. Reconhecer e combater esse viés pode levar a escolhas mais acertadas. A análise fundamentalista é uma ferramenta essencial nesse contexto.

Escrito por

Compartilhe:

Todos nós tomamos decisões diariamente. Algumas são simples, como escolher o que comer no café da manhã, enquanto outras são complexas, como decidir onde investir dinheiro. Mas, você sabia que muitas dessas decisões não são tão objetivas quanto parecem? Na verdade, vários fatores influenciam nossas escolhas, e um deles é a heurística da ancoragem.

Heurísticas são atalhos mentais que usamos para facilitar decisões. Por exemplo, ao escolher um produto, muitas vezes olhamos para o preço mais alto e o mais baixo, e nos ancoramos neles. Esse processo, embora nos ajude a decidir rapidamente, nem sempre nos leva à escolha mais informada. E é precisamente sobre esse fenômeno, a Heurística da Ancoragem, que vamos explorar neste artigo.

Além disso, entenderemos como essa heurística influencia não apenas escolhas cotidianas, mas também decisões de grande impacto. Portanto, convido você a mergulhar nesse fascinante mundo da psicologia cognitiva e descobrir como nosso cérebro opera de maneiras surpreendentes e, às vezes, enganosas. Vamos lá?

O que é a Heurística da Ancoragem?

A heurística da ancoragem refere-se a uma tendência mental que todos nós temos. Em resumo, nossa mente dá um peso desproporcional à primeira informação que recebemos sobre algo. Esta primeira peça de informação é a “âncora”. Uma vez estabelecida, tendemos a ajustar nossas respostas subsequentes com base nessa âncora.

Por exemplo, ao perguntar a alguém quanto acredita que um carro usado vale e primeiro sugerir que ele custa R$ 20.000, a resposta será influenciada por esse número inicial. Se, no entanto, começarmos com um valor de R$ 10.000, as estimativas provavelmente serão mais baixas.

Mas, por que isso acontece? Bem, nosso cérebro busca eficiência. Portanto, em vez de analisar todas as informações disponíveis, ele usa atalhos. A ancoragem é um desses atalhos. Ela nos ajuda a processar informações rapidamente, mas nem sempre de maneira acurada.

Esse fenômeno não se limita a decisões financeiras. Ele ocorre em diversas situações do dia a dia. Desde escolher um restaurante até decidir a roupa que usaremos, a ancoragem está presente. Por isso, compreender seu funcionamento pode nos ajudar a tomar decisões mais conscientes e informadas.

Ancoragem no mercado financeiro

Heurística de ancoragem no mercado financeiroO mercado financeiro, como qualquer outro setor, não está imune à ancoragem. Neste cenário, a ancoragem pode influenciar decisões de investimento de maneira significativa. Vamos entender como isso ocorre.

Investidores frequentemente utilizam preços anteriores como referência. Se uma ação era vendida por R$ 100 e agora custa R$ 90, muitos a consideram “barata”. No entanto, o real valor da ação pode ter mudado. Apenas o preço anterior influencia essa percepção.

Adicionalmente, as previsões econômicas também sofrem desse viés. Se um analista prevê que o PIB crescerá 3% e, depois, recebe informações que sugerem um número menor, ele pode hesitar em alterar sua previsão. A primeira estimativa atua como uma âncora.

Além disso, durante negociações de compra ou venda de ativos, a primeira oferta frequentemente define a expectativa para as contraofertas. Por isso, negociadores habilidosos sabem da importância de estabelecer a oferta inicial.

Em resumo, na heurística da ancoragem as decisões são tomadas com base em conhecimentos prévios ou preconcebidos. Trata-se de um desdobramento da representatividade.

Exemplos

Seus exemplos são muitos no mercado financeiro. Vejamos dois:

Exemplo 1: investidor só compra cotas de fundo imobiliário se o yield estiver em 0,5% ao mês. Utiliza um número médio concebido por analistas, sem a realização de análises mais aprofundadas.

Exemplo 2: com o Ibovespa caindo, o trader monta posição comprada em dólar futuro. Utiliza o preceito de que IBOV e dólar andam, na maioria dos pregões, em direções contrárias.

É possível observar que em ambos os exemplos são utilizados valores subjetivos como base. Essa é a principal diferença da ancoragem em relação à representatividade: enquanto a representatividade é configurada por um erro de análise, a ancoragem se baseia em valores pessoais.

No entanto, há formas de combater a ancoragem no mercado financeiro. Uma delas é focar em análises fundamentadas. Estas se baseiam em dados concretos, e não em percepções ou preços passados. Assim, investidores conseguem tomar decisões mais racionais.

A ancoragem está presente em diversas facetas do mercado financeiro. Reconhecê-la e desenvolver estratégias para mitigar seu impacto pode resultar em melhores decisões de investimento.

📰 Saiba mais:

Finanças Tradicionais e Finanças Comportamentais

Continue com a gente. Continue com a MELVER!

Veja mais

Neste artigo, mostramos um passo a passo para você acessar o site do Bacen e consultar as taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras em seus mais diversos segmentos, do rotativo do cartão de crédito até o financiamento imobiliário.
Aprenda a contornar objeções em assessoria financeira. Descubra estratégias eficientes para lidar com clientes, prospects e leads. Alcance a alta performance com o MELVER Pro.
Aprenda a fazer prospecção ativa na assessoria financeira. Encontre leads qualificados e conduza-os pela jornada de vendas. Conheça as melhores estratégias com o MELVER Pro.